Conheça Marie Forleo e seu programa para ajudar mulheres a contruir o negócio de suas vidas

Se você é interessada em negócios, empreendedorismo, criatividade, marketing e, é claro, mulheres poderosas que assumem as rédeas da sua vida e inventam seu próprio negócio, você deve conhecer a Marie Forleo, certo? Se não, eu te conto um pouco mais sobre a diva. Conheci o trabalho dela no ano passado, mas confesso que só recentemente a ficha caiu e passei a seguir a moça mais assiduamente. Tanto, que não me contive e me inscrevi para a Rich and Happy and Hot B-School, programa de treinamento online criado por ela para ajudar mulheres em todo o mundo a construir o negócio de suas vidas.

À primeira vista, especialmente pra nós brasileiras, a Marie pode soar americana demais, com seus superlativos, linguagem super direta, marketing pessoal bastante aguçado e nomes de produtos e serviços que podem parecer apenas mais um na multidão querendo se destacar. É só prestar atenção no nome do programa de formação (algo como ‘Rica, Feliz e Gostosa Escola de Negócios’) ou no livro dela: Make Every Man Want You: How to Be So Irresistible You’ll Barely Keep from Dating Yourself! Eu mesmo pensei dessa forma e duvidei, até resolver ir mais fundo no conteúdo que ela cria e perceber que realmente havia algo de precioso e que poderia me ensinar algo novo.

A moça é especialista em marketing, empreendedora e atinge uma audiência global de mais de 190 mil pessoas em 191 países com seus vídeos semanais e newsletter, e conduz programas de treinamento e dinâmicas que ensinam mulheres a ter sucesso nos negócios e na vida. Entre os importantes marcos da sua carreira estão ter trabalhado como coreógrafa da MTV, com patrocínio da Nike, ser entrevistada pela Oprah, e ter trabalhado com Richard Branson (o empreendedor a frente da marca Virgin), liderando um treinamento para jovens empreendedores no Branson’s Centre of Entrepreneurship, na África do Sul.

Até o momento minha experiência salgada (o curso de oito semanas custa cerca de 2 mil dólares) com o treinamento foi muito além das minhas expectativas. Ontem fiquei o dia inteiro assistindo aos vídeos e fazendo os exercícios recomendados e tive milhões de insights importantes para colocar a mão na massa no meu próprio negócio. O que eu admiro na Marie e que acho pode nos dar lições importantes sobre empreendedorismo?– Sua capacidade de ir contra-corrente e inventar formas diferentes de se comunicar com seu público.

– Como essa maneira própria de se comunicar se espalha brilhantemente por toda sua marca, produtos e serviços.

– A sinergia entre sua marca e sua personalidade, nos mostrando que marcas não precisam ser chatas e tediosas.

– Sua generosidade ao não só produzir conteúdo gratuito constante para ajudar milhares de mulheres, mas também transferir parte de seus lucros para programas específicos em países em desenvolvimento.

– Como transformou a ferramenta de vídeos online para formação, incluindo chamadas para ação e fazendo com que as pessoas realmente agissem após assistir às lições.

– Como criou uma comunidade de mulheres empoderadas, que funciona como uma rede segura de contato, onde todas se ajudam e colaboram entre si.

– Como criou um nicho específico com o qual se comunica (mulheres empreendedoras), mas mesmo assim consegue atingir uma audiência que vai muito além dele.

Se você ficou interessada em conhecer o trabalho da Marie, corre lá e se inscreva na newsletter. Dê atenção especial aos episódios do MarieTV, inclusive Q&A Tuesday. E aproveita e me conta qual foi sua primeira impressão e se essa impressão foi modificada depois que consumiu o conteúdo dela.

Crédito das imagens: FAQ Marie Forleo

About The Author

Rafaela Cappai

Atriz, bailarina, jornalista e empreendedora criativa a frente da Espaçonave. Mestre em Empreendedorismo Cultural e Criativo, pela Goldsmiths University of London. Sempre atenta a ferramentas, estratégias, habilidades e soluções para ajudar artistas e criativos a viver fazendo o que amam. Procura manter os dois lados do cérebro funcionando a todo vapor, pra cultivar a artista e a capacidade de fazer as coisas acontecerem. Interessada em diy, cães, dança, teatro, contato improvisação, parkour, cinema, redes, co-working, crowdfunding, coletivos artísticos, novos modelos de negócios, financiamento e incubadoras.