Inspiração para fazer a sua imagem corporativa

Se antes eu falei sobre como começar um negócio pouco a pouco e ir alcançando metas, hoje vou falar sobre pensar em algo criativo para fazer o seu cartão de visitas ou até mesmo definir sua imagem corporativa.

Fazer algo criativo e que entre dentro do nosso orçamento pode ser possível se você soltar essa imaginação e testar materiais.

Quando fiz o master de design de moda em Madrid, minha professora falou uma coisa que ficou na minha cabeça.

A criatividade mora no simples.

É aí que a gente, pequenas empresas, temos que “nos virar nos 30”, por que nada melhor para ativar a criatividade do que uma necessidade. Não dá pra fazer aquele super cartão lindo e cheio de relevos?

Que tal esse abaixo com um carimbo. Você compra o papel ou pode cortar em casa ( bem feitinho) e ter quantos cartões você quiser.

Diferente, original, bonito e vai chamar a atenção.

Ou esse com a fitinha washitape e um cordão amarrado, o resultado é bonito e enche os olhos não é mesmo?

Captura de Tela 2013-11-14 às 15.52.44

Outro ponto importante: falar o mesmo idioma!

O seu site, face, blog, cartão, folder tem que respirar a mesma identidade. Se fizer uma coisa de cada pai ou mãe, a imagem de marca não ficará na memória e vai fazer as pessoas se sentirem confusas.

Captura de Tela 2013-11-14 às 15.54.21

Essa identidade ou imagem corporativa da nossa pequena empresa pode fazer a diferença na hora de entregar um cartão ou fazer um orçamento e enviar para o cliente. Prove materiais, junte idéias, seja criativa, inove, mude a forma de fazer a mesma coisa.

Conte para gente qual a sua idéia para desenvolver sua imagem corporativa?

por Thayza Melo da Happy Things

About The Author

Thayza Melo

Analista de Negócios e Designer por formação, empreendedora por inspiração. Gosta de aprender tudo o que pode, sempre esta atrás de algo novo. Viveu na Espanha por 5 anos e lá fundou a empresa Santa Mistura . Voltando para o Brasil, descobriu outra forma de aproximar o designer das pessoas e fundou a Happy Things , empresa criativa e feliz, que transforma a papelaria em algo mais bonito e divertido.

  • Lola Sciwinzki

    Adoro vir aqui e aprender sempre mais.

    Tem sempre uma dica bacana.

    Bjks.

  • Oi Lola,

    É muito bom ler isso! obrigada por vir sempre.

    um beijo
    Thayza

  • Keyla

    Oi, Thaíza. Mais um texto inspirador… Obrigada. Estou nessa busca de colocar meu negócio criativo para funcionar esbarrando no orçamento enxuto. Porque por menor que seja um negócio, ele envolve ir além do produto em si, pois preciso criar meios de apresentar isso para o meu cliente. Mas como fazer isso sem, por enquanto, recorrer a outros profissionais para criar logomarca, tags, etiquetas, por exemplo, e fazer com que possua uma unidade? Do meu próprio punho. Para mim, tem sido solitário, mas um ótimo aprendizado, com post-it por todos os lados e um esforço para encaixar essas demandas em meio a rotina da casa, ao cuidado com a cria, da produção das peças e, não menos importante, do questionamento, que ora motiva, ora desanima de que “será que fiz certo em mudar de profissão?” Vou anotar as dicas. Gostei. Ainda não consegui estabelecer uma meta para começar a funcionar meu negócio, mas está mais perto do que antes. E, de verdade, as dicas que recebo do Negócio de Mulher são motivadoras.

  • Oi Keyla,
    O que você faz? Me conta um pouquinho. Se quiser pode escrever para thayza@happythings.com.br.
    O começar com orçamento enxuto não é fácil, saber controlar os horários de trabalho e conseguir com que as coisas aconteçam também vai pelo caminho do complicado. As vezes trabalhamos dobrado, as vezes, ganhamos menos e as vezes dá dor de cabeça. Mas ai você tem que colocar na balança as coisas. Por exemplo, eu prefiro ganhar menos para poder ter mais tempo para o meu filho. Posso estar trabalhando em casa, mas se precisa, sou eu que levo no médico, busca na escola. Com isso trabalho no fim de semana ou depois que ele dorme, mas vou conseguindo compensar os dois lados. Se estivesse em uma empresa não teria essa flexibilidade de horário e isso é uma das coisas que me motiva, além é claro de amar o que estou fazendo agora. Pensa ai, o que motiva você a continuar?
    beijos e se precisar conversar pode me escrever

    Thayza