5 conselhos para começar a sua mini empresa em casa!

Captura de Tela 2014-05-15 às 10.22.27

Eu abri duas empresas na minha vida até agora. E as duas comecei dentro de casa. A primeira, a Santa Mistura, eu divida a sala da minha casa. Durante o dia era empresa e de noite era sala de jantar. Lembro de trabalhar tão feliz aquela época, na sala da minha casa, começando a plantar o que seria a Santa Mistura.

Como tudo nessa vida, minhas queridas leitoras, sempre existe a parte boa e a parte não tão boa de trabalhar em casa. Você não perde tempo no transito, come em casa, economiza no aluguel de um espaço, divide custos. Mas trabalhar em casa também pode ser complicado. É fácil, bem fácil se distrair, ver algo sujo e limpar ou organizar. Trabalhar em casa exige mais disciplina do que ter um escritório fora, porque você tem todo o seu mundo em volta para se distrair.
Mas se você ainda sim quer começar algo em casa, sente aquela vontade e tem pouco ou bem pouco capital para começar, aqui eu deixo 5 conselhos para você refletir e ver por onde começar e onde a sua ideia pode te levar.

1. Horários Flexíveis. 

Ser mãe e empreendedora pode ser algo muito bonito e bem produtivo, já que fazemos nosso horário e podemos estar por perto sempre.
Mas olho aqui hein! Flexibilidade de horários quer dizer também, trabalhar a noite, fim de semana, feriados. Você é livre e faz as coisas como quiser, mas muitas vezes temos que trabalhar mais horas tendo uma pequena empresa. E porque? Porque ter uma pequena empresa não é somente  fazer algo bonito e vender. Você tem que cuidar nos números, pagamentos, marketing, identidade visual, fazer as fotos. No começo você vira uma espécie de faz tudo mesmo. Por isso é muito interessante criar um processo de trabalho e definir os seus horários. .

2. Atividade econômica secundária. 

No começo quem sabe, você terá que encarar a pequena empresa como uma atividade econômica secundária. Pode ser que no começo, você não possa deixar o seu trabalho ou ainda não conseguiu fazer uma rotina das suas atividades diárias e precisa ir entrando no ritmo. Como já falei nesse outro post é complicado saber a hora de fazer a grande migração, ainda mais, se você não tem um suporte financeiro para te ajudar. Aqui vai um conselho: Vai investimento tempo progressivamente e a medida que você for conhecendo os teus limites e vendo o seu progresso e os números começam a falar por si, busca conhecimento. Faça um curso, procura ideias, aprende mais, isso é muito importante para conseguir que as coisas avancem um pouco mais.

Durante esse processo, cria uma fanpage, perfis nas redes sociais, faça divulgação do seu trabalho. Quem sabe até você pode criar um loja online em algum marketplaces que te cobra por vendas feitas e assim por diante.

Agora se você vê que a coisa emperra e não vai pra frente, pensa! Olha para o seu produto ou serviço, muda o foco. É com os erros que a gente aprende e posso falar em primeira pessoa que você aprende coisas que te fazem mais fortes. Afinal, se o plano não funciona, mude o plano, mas não mude a meta.

3. Começar com pouco dinheiro.

Essa é a realidade da maioria dos mini pequenos empreendedores, começamos com nada ou com pouca grana. O ideal é contar com dinheiro que você já tenha economizado. Ou ainda,  ir fazendo esse dinheiro você mesma. Por exemplo, em um aniversário em vez de gastar comprando algum presente por ai, presenteie com um produto seu.  Presentear com algo feito a mão ou de sua autoria, é bonito, fica bem e é uma tendência. Assim você economiza para o seu negócio, difunde a sua marca e cria o boca a boca. Se você já conseguiu vender algo e tem uma graninha ou ainda tem algum capital que possa aportar, invista em coisas que você precisa para melhorar ou criar a sua marca, para que ela comece a ter forma. Melhorar a imagem corporativa, investir em algum treinamento específico que te faça fazer melhor as coisas, ter uma papelaria simples mas bonita e que chame a atenção podem ser alguns itens para prestar a atenção nesse começo.

4. Compartilhar, fazer parcerias.

Sem dúvida, compartilhar é a melhor forma de começar, ainda mais quandos somos mini empresas.
Busca pessoas que se interessem pelo teu trabalho, faça parcerias, participe em comunidades, grupos, aporte o seu conhecimento  e ideias. Coloque a cachola para funcionar e encontre formas criativas de co-participação para criar produtos, serviços, itens que aportem valor para as pessoas.
Formar parcerias, é trocar experiências, conhecer melhor o mercado, ajudar-se mutuamente e crescer juntos.

5. Seja consciente. 

É verdade que você está em casa e ainda que você trabalhe com o pijama ou sem pentear o cabelo, é preciso encarar o negócio como negócio. Ainda que esse negócio seja mini mini mini é um negócio e você precisa ser consciente de tudo que isso significa se e somente se, realmente quer levantar e colocar essa pequena empresa para andar para frente.

E qual o caminho você tem que trilhar até chegar no ponto de abrir de verdade a empresa com formalidade, pagar impostos, fazer nota fiscal e seguir para frente? O caminho começa com uma ideia, daquelas de quando você está sentado no sofá, tomando algo e uma fagulha acende dentro da sua cabeça… e você pensa… Como seria montar uma mini empresa  aqui na minha casa?

Falando de mim, Eu agora, comecei há alguns meses a Happy Things. E posso dizer que adoro trabalhar com isso, mas vivo em constante auto melhoria, busco cursos, ideias, parcerias, para aprender sempre mais.

“despertar"


“coaching

Cadastre e receba gratuitamente nosso eBook "Quero Transformar Paixão em Negócio" e dicas para criar um negócio e vida que você ame:

About The Author

Thayza Melo

Analista de Negócios e Designer por formação, empreendedora por inspiração. Gosta de aprender tudo o que pode, sempre esta atrás de algo novo. Viveu na Espanha por 5 anos e lá fundou a empresa Santa Mistura . Voltando para o Brasil, descobriu outra forma de aproximar o designer das pessoas e fundou a Happy Things , empresa criativa e feliz, que transforma a papelaria em algo mais bonito e divertido.

  • Olá!
    Sou CLAUDETE, conheci essa oportunidade de desenvolver uma atividade a partir de casa e obter uma ótima Renda Extra junto a uma empresa séria e com mais de 13 anos de mercado, achei fantástica e quero lhe indicar para que você, assim como eu, tenha a oportunidade de ganhar dinheiro aproveitando suas horas livres.
    A empresa é a FR Promotora, ela nos oferece a oportunidade de obter ganhos semanais que podem rapidamente passar dos R$ 150,00 e ganhos mensais superiores a R$ 1.500,00 , tudo isso sem ter que comprar e nem vender nada, apenas divulgar!
    O funcionamento é muito simples:
    Consiste em ganhar dinheiro divulgando os Serviços e o sistema de Renda Extra da empresa.
    Ao cadastrar-se você recebe um código de participação, um site personalizado com seus dados, a empresa lhe ensina a divulgar e você ganha dinheiro com o resultado da sua divulgação.
    Além de garantirmos uma ótima Renda Mensal e Ganhos Semanais, a empresa ainda garante a nós participantes, os seguintes benefícios:como chip da nextel,plano de saúde e previdencia privada,uma moto honda 125 e
    além dos ganhos mensais e semanais.Aproveite seu tempo livre sem prejudicar suas atividades normais. Você terá total apoio da empresa.
    Vale a pena! Conheça já esse lucrativo negócio clicando no link:
    https:// w w w .frpromotora. com/45033110 (tire os espaços)
    Qualquer dúvida entre em contato comigo:
    claudete_donato@hotmail.com
    Meu cadastro na empresa é:https:// w w w .frpromotora. com/45033110 (tire os espaços)
    Sucesso e muita felicidade!
    Esclarecimento:
    CLAUDETE sou cadastrada no sistema de Renda Extra…