Mini teste de discurso: você sabe como se apresentar?

StyleConsultancy_940x30

Quando criamos um negócio todas nós passamos por pelo menos um momento em que somos obrigadas a testar nossa ideia e mais do que isso, o nosso discurso. Já podemos ter começado, estar animadas, trabalhando e com tudo começando a funcionar sem grandes problemas até que acontece o inesperado: somos intimamente desafiadas e confrontadas num segundo único e é sobre esse segundo de pânico que eu quero falar.

O meu momento aconteceu num simples café de livraria em São Paulo quando eu estava numa mesa próxima à que meu namorado estava em reunião com uma empreendedora francesa, a Estelle que hoje está no projeto Girls In Tech, e teve a ideia de me apresentar para ela. Um acontecimento tão simples que revelou um desconforto enorme quando eu falei em um inglês meio gaguejado “Oi, eu sou a Priscila e tenho um… um… faço… eu crio oficinas e produtos digitais para mulheres…” Enfim, a verdade é que eu não lembro exatamente o que eu falei, mas a sensação de “não é nada disso” foi inesquecível.

Para contextualizar você: a Negócio de Mulher já existia há dois anos e como já contamos por aqui, demorou um tempinho para encontrarmos o nosso propósito e para deixá-lo claro para nós e para os outros. O que aconteceu aquele dia é que duas coisas ficaram claras pra mim no momento em que fui pega de surpresa:

– Percebi que não sabia contar de maneira clara o que nós fazíamos
– Descobri poderíamos fazer mais para as mulheres do que fazíamos naquele momento

O que eu fiz em seguida foi pedir um café, respirar fundo e escrever. Escrevi de mil maneiras sobre mim, sobre a Negócio de Mulher, como se eu tivesse contando sobre nós para alguém. E eu entendi o que estava na essência do que fazíamos já naquele momento: ajudar mulheres a terem autonomia, conquistarem espaços que não são comumente ocupados por elas, fazê-las refletir… Nós só não tínhamos ido à fundo nisso ainda.

Se conseguirmos domar esse pânico inicial e transformá-lo numa reflexão profunda e tranquila, esse teste pode gerar o que chamamos de ponto de virada. Quando as peças se encaixam e enfim, a engrenagem pode rodar sem trancos. Como você sabe, eu não trabalho sozinha. A amiga e sócia Karine teve o segundo de eureka dela separado do meu, em paralelo, e quando conversamos e compartilhamos os insights que surgiram a partir desse momento, é que mudamos o rumo da Negócio de Mulher e tivemos um resultado maravilhoso.

Como você também pode fazer isso?

Se coloque à prova: tente se apresentar e contar o que faz para alguém. Observe a reação da pessoa e a sua.
Como você se sentiu? Se você se sentiu insegura ou desconfortável ou foi tranquilo?

Se foi fácil, ótimo! Continue nesse caminho. Se você gaguejou, é hora de avaliar o seu discurso. O problema está no negócio que ainda precisa de ajustes ou está na maneira como você o apresenta? Perceba como ter um propósito claro pode ajudar você a definir melhor o que você vai fazer e como contar isso para os outros.

E aí? O que você faz?

About The Author

Priscila Valentino

Comunicadora por formação, empreendedora por descoberta. Trabalha há 9 anos na comunicação digital. É movida pela paixão, por pesquisas e descobertas e mostra um pouco disso por aqui enquanto tenta inspirar outros a fazerem o mesmo. É co-fundadora do Negócio de Mulher.