Quero viver fazendo o que amo, mas não sei o que eu gosto de fazer, e agora?

Olá! Temos uma novidade para você.

Criamos uma série com dois videos para ajudar você a empreender.

Neste primeiro vídeo vou dar algumas dicas práticas para você que quer redescobrir as suas paixões mas não sabe por onde começar.

Empreender não é fácil, mas poderá ser transformador – e é justamente isto que faz valer a pena. De uma coisa eu tenho certeza: não há caminho certo, há somente o caminho. É neste caminho que você precisa se jogar. Abrir a sua cabeça e coração e aprender com o processo e o mais imprescindível: divertir-se!

Sabemos que não estamos sozinhas nesta busca, há muita gente fazendo e querendo fazer o mesmo: viver uma vida profissional mais apaixonante.

E este 1º vídeo é uma pequena amostra para ajudá-la a começar.

“E o primeiro passo para empreender é descobrir o que motiva você”.

Parece simples. Você tem uma paixão ou hobby e deseja transformá-la em negócio, viver disso, ser sua(seu) própria(o) chefe. Mas e quando a gente nem tem certeza ou desconhece nossa paixão?

Como resgatar nossos interesses?

Vamos continuar esta conversa nos comentários, quais ideias surgiram enquanto você foi tentando responder as perguntas?

ps.: assine nossa newsletter para receber o próximo vídeo da série.

Quer aprender mais?

Conheça nosso curso online Empreenda Sua Paixão – o curso online para mulheres de mentes inquietas. No curso temos dois módulos dedicados ao autoconhecimento e teremos oportunidade de te ajudar a resgatar e se reconectar com seus valores, com seus pontos fortes, paixões e sonhos mais verdadeiros. E a partir daí criar um plano de ação para colocar tudo isso em prática.

Até mais.
Karine Drumond

“despertar"


“coaching

Cadastre e receba gratuitamente nosso eBook "Quero Transformar Paixão em Negócio" e dicas para criar um negócio e vida que você ame:

About The Author

Negócio de Mulher

Negócio de Mulher nasceu de um sonho: inspirar e ajudar outras mulheres empreendedoras. Quem escreve por aqui são as sócias: Karine Drumond e Priscila Valentino com colaboração de outras mulheres que compartilham dos mesmos propósitos.

  • Lara Varela

    Muito bom mesmo :)

  • Pingback: Vídeo 1: Como Transformar Paixão em Negócios —()

  • Claudia Renata

    Muito legal as perguntas! Faz um tempo que quero empreender na área de scrapbooking, mas, como começar do zero em termos de dinheiro? Digo, para quem nunca empreendeu, onde captar recursos para o começo? Fiz advocacia e atuo como advogada, mas minha paixão sempre foi o artesanato, o trabalho manual. Adoro e passo horas nisso se tenho tempo. Abraços

    • Ei Claudia,

      O início pode ser desafiador, mas a verdade é que a medida que você começa a colocar em prática este se plano as coisas vão se encaixando. Você inicialmente precisará de um pequeno investimento para começar. Mas não precisa estar com tudo pronto. Sugiro você fazer um levantamento dos custos mínimos que você teria para começar a produzir algumas peças, criar um site ou começar uma loja virtual para divulgar o seu trabalho. A partir daí, você pode começar um plano para economizar e levantar estes recursos.

      Você pode planejar para começar nas suas horas vagas, estabelecer um horário ou um tempo do dia ou final de semana para fazer isso, começar aos poucos e com frequência.

      Faça alguns protótipos para testar. Procure vender e veja a reação das pessoas, entenda melhor qual seria seu público e vá amadurecendo seus produtos.

      Acredito que dessa forma você vai experimentando esta sua paixão na prática e vai evoluindo o potencial para se tornar o seu negócio.

      Forte abraço,

  • Olá Karine, tudo bem?
    Tenho uma loja virtual e estou com poucas vendas, mas quero turbinar o meu negócio e trabalhar apenas com ele.
    Você acha que o curso ‘empreenda sua paixão’ o se encaixa no meu perfil?

    Beijos.

  • Confesso que responder às perguntas foi bem difícil pra mim. Parece que tudo o que eu tenho como interesse é futilidade… Cuidar da casa, organizar ambientes, decorar, enfim, atualmente meus interesses têm sido bem diferentes da minha atividade profissional. E aí? E quando rola uma vontade de mudar, mas a dúvida ainda é grande?

    Obrigada pelo video, ficou super!!!

  • Olá, achei o site de vocês numa busca no Google, eu procurei por ” como descobrir o que eu gosto de fazer”.
    Depois de 11 anos trabalhando em banco e sendo infeliz, finalmente criei coragem e pedi demissão, estou desempregada há três meses e, por enquanto, estou só escrevendo no blog, pra desabafar, pra ver se me encontro.
    Eu sempre gostei de escrever, mas não sei se esse é o meu talento ou se é apenas uma viagem da minha mente sonhadora.
    Estou usando esse tempo para tentar me conhecer e descobrir o que eu quero de verdade.
    É um pouco assustador! Tenho medo de não chegar a lugar algum.
    Adorei encontrar esse espaço, já estou favoritando o site para ler todos os posts

  • samara

    Na verdade não consegui respoder a nenhuma das perguntas me sinto muito mal por isso, preciso fazer algo mas n consigo desenrolar minha mente parece que parou no tempo.

  • Rosemeire de Fatima Duartes Factori

    eu tbem Gostaria muito de me descobrir mas parece que minha mente parou fiz uma graduação que não trabalho na area uma pós que tbem não trabalho na area meu salario nada melhou depois de me especializar e agora estou sem saber o que fazer trabalho a 16 anos em uma instituição de ensino e tudo que fiz foi na area administrativa nao consegui sair do lugar nçãio cresci na empresa aprendi muitas coisa mas nada fez com que eu melhorasse profissionalmente gostaria de abrir um negocio mas não sei nem do que gosto e parece que muitas pessoas se sentem assim e realmente é assustador pois temos que crescer profissionalmente em nossas vidas e não depender de outras pessoas

  • Karina

    Pensei que eu era única que me sentia assim, pelo menos acho que no meio onde eu convivo deve ser… Nao consegui responder as perguntas então acho que estou mais perdida do que imaginava.

  • Jessica Borges

    Realmente não sei pra que sirvo se nem sei o que gosto de fazer? E ainda trabalho numa função que não sou feliz passo a maior Parte do tempo infeliz…