Como focar se os clientes me pedem pra fazer de tudo?

Olá! Hoje o artigo foi inspirado especialmente para responder a pergunta de uma de nossas alunas do curso online Empreenda Sua Paixão. A Julia perguntou “Estou com dificuldade em encontrar um ‘nicho’ de produto! Atualmente na minha loja tem de TUDO! E geralmente o que as clientes querem eu vou e faço! O que eu faço?”. E aí, você também já passou por esta dúvida cruel? Posso apostar que sim! ;)

Uma vez escrevemos dicas para negócios criativos e falamos um pouco disso, mas nunca é demais refletir mais um tiquinho sobre isso já que é uma dúvida tão recorrente. É natural que um negócio de artesanato e afins comece com um processo criativo mais caótico, exploratório, nada linear.

Você começa testando técnicas, formas, linguagens, estéticas, estilos, produtos diferentes e você acaba se apaixonando por tudo isso. Você monta uma lojinha e começa a vender o que produziu e também começa a atender às diversas demandas dos clientes. Isso faz parte do processo de criação e é ótimo que seja assim. Mas em algum momento é preciso descobrir em qual produto, estilo, conceito focar. Por quê? Simplesmente porquê pode ser bem difícil, dispendioso e cansativo ‘ser tudo para todo mundo’, especialmente no início. Como você irá se diferenciar, criar valor dando aula, fazendo biscuit, pintura, scrapbook, EVA e mais um milhão de técnicas?

Olha, não há problema algum em cultivar mais de uma paixão, experimentar, pelo contrário você deve fazer isso no seu tempo livre e sempre que quiser. O que estamos falando aqui é de criar uma imagem consistente focada para seus clientes, para você se destacar. Trata-se da comunicação e da forma como você vai se apresentar (do que vai ficar na mente do seu cliente quando ele pensar na sua marca), mas nada impede de você explorar toda a sua criatividade e interesses nos bastidores. Ficou mais claro?

Provavelmente você já sentiu isso na pele. É melhor começar sendo muito boa em alguma coisa, assim as chances de você se diferenciar são maiores. Sem contar que ao focar, você pode se concentrar em estudar, comprar materiais, ficar realmente expert em um nicho. Já pensou na economia de tempo, esforço e dinheiro que isso pode significar?

Ok, Karine, você me convenceu, mas como fazer isso? Por onde começar?

1.Saia do seu quadrado, pesquise!

Faça suas pesquisas e experimentações pensando e investigando qual será o seu foco. Suas peças tem uma pegada mais autoral? Por exemplo, são criações exclusivas? Não tenha medo de colocar mais de você nelas, isso reflete personalidade, emoção, humanização da sua marca. Quem sabe você não tem uma história legal para contar por meio de seus produtos? Algo pessoal. Talvez uma paixão ou inspiração que pode ser um elemento central da sua marca? Ou talvez o seu foco seja uma categoria de mercado bem definida. Converse com outros criativos, artesãos e empreendedores que conseguiram focar em um nicho ou criar algo único. Quem são essas pessoas que você admira? Converse com elas! Descubra como elas chegaram lá.

2.Há várias formas de focar, encontre a sua

Conceito. Os produtos podem variar mas é possível notar algo que os conecta, isso é foco, é ter um conceito que “dá liga” na marca. Pode ser uma temática, por exemplo “anos 80”, ou um estilo específico como “vintage”, “moderninho”, “fofo” e por aí vai. Veja a história da Wendy Tsao, artista canadense que resolveu focar em criar bonecos de pano baseados nos desenhos feitos por seu filho. Hoje a ideia pegou e deixou de ser novidade, mas na época era e ela saiu na frente.

Público. Você também pode focar em um público bem específico, como fizeram por exemplo a marca Pop Dog, uma loja de produtos para apaixonados por cães ou a Paper Boy focada em criar papeis de parede para quartos de meninos. Você nota um tipo de cliente mais recorrente? Muitas pessoas que conheço focam em vender para pessoas parecidas com elas. No nosso caso por exemplo resolvemos focar em um público que é bem parecido com nós mesmas: mulheres jovens, criativas, inquietas, empreendedoras.

Técnicas. Você também pode focar em uma técnica, como uma artesão que foque em criar bonecas em papel marché ou bordado iugoslado, carteiras de caixa de leite e mil e uma outras ideias.

Há várias maneiras de focar, como você pode ver, não digo que é fácil. É mais um dos muitos desafios que todo empreendedor um dia precisa superar. O mais importante é encontrar o seu caminho, estudando como outras pessoas fizeram, buscando suas próprias referências, experimentando e errando também.

O seu foco também pode nascer da combinação destes pontos, por exemplo você pode ter um conceito principal, um público-chave e uma combinação de técnicas.

Enfim, fácil não é, mas provavelmente você terá de dizer “não” para alguns clientes até que você encontre este seu caminho.

E aí, você também passa pelos mesmos dilemas? Você conhece alguma outra dica bacana para conseguir focar, se diferenciar e se destacar da multidão? Conta pra gente!

Até a próxima dica.

Karine Drumond
Ajudando e inspirando empreendedoras.

photo credit: paws via photopin (license)

About The Author

Karine Drumond

Karine Drumond é co-fundadora da Negócio de Mulher. Atua ajudando outras empreendedoras a transformarem ideias criativas e habilidades em negócios diferenciados. Também acredita no empreendedorismo como ferramenta de transformação. Trabalha com Design e Negócios Digitais desde 2006 e compartilha seu conhecimento e ideias neste site.

  • Pingback: -()