Não está feliz com seu trabalho atual? Isso pode ser um bom começo….

Uma das grandes fontes de frustrações do mundo moderno é acreditar que ainda não se tem tudo o que deveria ter ou ainda “não sou tudo o que eu gostaria de ser”. Estamos sempre focando no que FALTA. Não é muito difícil perceber como a insatisfação contagia tudo a nossa volta quando estamos focadas no que não se tem, no que não se fez, e em tudo o que não se é. Mas e se ao mudar a perspectiva, olharmos para nosso estado atual como uma fonte de inspiração, e não de tormento? Incluindo todas as suas frustrações, insatisfações, incômodos e inclusive raiva. Será que estou ficando doida ou ingênua? É exatamente o que eu convido você a fazer.

Se você não está feliz fazendo o que faz, eu convido a desenvolver este olhar diferente. Mas, você aceita o desafio?

Aceitando suas esquisitices e frustrações

Para criar um trabalho com mais paixão, entusiasmo e autenticidade é preciso revisitar nossos verdadeiros valores e também fontes de energia para a mudança. Afinal não vamos querer mudar nada se não estamos insatisfeitos.

No livro Criando o Trabalho que Você Ama, Rick Jarow fala sobre 7 fontes de energia para a busca e desenvolvimento de uma carreira mais autêntica. E sabe qual é a 1ª destas fontes? A 1ª chave é a aceitação. A abundância (acreditar que já se tem tudo para mudar ou criar, incluindo o que te incomoda) é a 1ª fonte deste poder.

Então olhando para sua insatisfação atual como fonte de energia e não de desmerecimento, o que você pode usar como propulsor ou impulsionador de mudanças?

  • Por exemplo, do que você ressente?
  • O que te incomoda hoje, no seu trabalho?
  • Do que você sente falta?

Tente colocar tudo isso no papel, escreva.

Em trabalhos anteriores eu já senti raiva de excesso de autoridade, já me senti triste em ambientes muito formais e me sentia frustrada toda vez que eu deveria agir ou obedecer uma ordem da qual eu não acreditava. Também me incomodava lugares muito fechados em que eu não via o sol, lugares sem ventilação natural ou muito escuros….

Liberdade criativa, informalidade e fazer algo que eu acredite profundamente são valores importantes para mim hoje. São meus propulsionadores atuais.

É aí que mora sua riqueza, pois ninguém pode duplicar suas experiências, ninguém nasce exatamente sob o mesmo conjunto de circunstâncias, e portanto ninguém mais pode dar ao mundo a mesma contribuição que você.

Ser abundante e fonte de energia é aceitar a validade de sua trajetória, não importa o quanto ela pareça pequena ou insignificante. Essa aceitação é que gera presença e o que cria OPORTUNIDADES. Se você não está feliz com seu trabalho atual, este pode ser a fonte de energia pra mudança.

Se você então, soubesse que a partir de agora mesmo já tem tudo o que precisa para mudar (não é necessário mais dinheiro, mais cursos ou qualquer outra coisa), o que você faria?

Abandonar a ideia de que algo ou alguém pode ser a salvação. Testar a vida, permitir que ela também conduza você. Você pode ter de arriscar algo. Algo que valha a pena ser arriscado. Mas quando você pergunta bem alto a vida responde na mesma altura. Os resultados são lentos, mas geram também profunda auto-estima e confiança nas próprias escolhas.

Voltar a ser guiada pelo seu instinto. Pelo céus e infernos, os momentos de falta de jeito e os de habilidade e celebrar a si mesma. O caminho percorrido até aqui é sua maior riqueza.

O trabalho que nasce da expressão de nosso potencial criativo é aquele em que você se permite ser este ser imperfeito, mas que confia. O trabalho que Desperta Você.

Abundante

Exercício 1

Então faça esta lista.

Quais são suas frustrações atuais? Suas raivas? O que te incomoda? E ainda, quais são suas esquisitices? Olhe para elas como fontes de energia, como fonte de autenticidade. Integralidade.

O trabalho autêntico exige perguntas novas. Então depois dessa primeira lista, responda e escreva o que vier na sua mente:

  1. O que te sustenta?
  2. O que alimenta sua alma?
  3. O que te faz sentir energizada?

Liste todas as coisas, tudo mesmo. Sem discernimento:  desde alimentos, amizades, lugares, pessoas, desejos.

No início pode ser esquisito, mas à medida que você se familiariza e se conscientiza desses elementos, você passa a reconhecê-los mais facilmente, começa a dominá-los, você reconhece mais facilmente seu território principal, aquele lugar em que você encontra a sua abundância. Aquele lugar onde nada falta. Este é o lugar onde estão suas forças, estas que você possui para compartilhar com o mundo.

Como você pode incluir mais destes elementos no seu dia a dia ou no seu trabalho?
Depois de fazer o exercício, compartilha comigo!

Aprenda mais

Estão abertas inscrições para o Despertar.vc, o programa online de autoconhecimento para mulheres. São 4 semanas com vídeos e exercícios de autoconhecimento para mulheres que buscam uma vida e trabalho mais interessante. Identifique seus interesses, valores e talentos, experimentando na prática algumas das ferramentas mais importantes de coaching e produtividade. Única turma do ano. Saiba mais aqui.

About The Author

Karine Drumond

Karine Drumond é co-fundadora da Negócio de Mulher. Atua ajudando outras empreendedoras a transformarem ideias criativas e habilidades em negócios diferenciados. Também acredita no empreendedorismo como ferramenta de transformação. Trabalha com Design e Negócios Digitais desde 2006 e compartilha seu conhecimento e ideias neste site.